Feliz Dia do(A) Padeiro(A)!!!

Parabéns pra Todos(as) Nós!!!!

Um Agradecimento especial a Prof.ª Cris, pela lembrança e pelo carinho!!! E reproduzo aqui o texto que ela nos enviou de nossa santa Padroeira, Santa Isabel, para ler na íntegra: clique aqui

Dia do Padeiro (8/07)

Conta a história portuguesa que, no ano de 1333, sob o reinado de D. Diniz, casado com D. Isabel, houve uma fome terrível. Para melhorar a situação, D. Isabel empenhou suas jóias para poder comprar trigo de outras regiões e assim, poder manter seu costume de distribuir pão aos pobres.

Em um dos dias de distribuíção, o rei apareceu inesperadamente. Com medo de ser censurada, ela escondeu os pães em seu regaço. O rei percebendo o gesto perguntou: “Que tendes em seu regaço?”. A rainha respondeu em voz trêmula: “São rosas, meu senhor”. O rei, não acreditando, pediu para vê-las. Isabel abriu os braços e, para surpresa de todos, caíram ao chão rosas frescas e perfumadas. O rei não se conteve e beijou as mãos da esposa enquanto, os povres gritava: “Milagre, milagre!”.

Atualmente, comemora-se no dia 08 de julho, o dia de Santa Isabel. Por isso, neste dia é comemorado também o dia do panificador. A panificação é uma atividade muito antiga. Os primeiros pães foram assados sobre pedras quentes ou debaixo de cinzas. A utilização de fornos de barro para cozimento dos mesmos começou com os egípcios.

Na Europa o pão chegou através dos gregos. O pão romano era feito em casa, pelas mulheres, e depois passou a ser fabricado em padarias públicas. Foi aí que surgiram os primeiros padeiros. No século XVII, a França tornou-se o centro de fabricação de pães de luxo, com a introdução dos modernos processos de panificação. No Brasil, a chegada do pão ocorreu no século XIX. No início, a fabricação do pão era uma espécie de ritual, com cerimônias. Com a chegada dos imigrantes italianos, a atividade de panificação começou a se expandir.

Fonte: www.ufrgs.br

Padeira de Aljubarrota (Brites de Almeida)

Enquanto procurava figurinhas bonitinhas para colocar neste pot, achei a história, também de Portugal, da lendária heroína Padeira de Aljubarrota (Brites de Almeida). Segundo a lenda (fontes Wikipedia e Café da História), Brites de Almeida era uma portuguesa de origem simples, forte e tida como pouco atraente, nascida pelos anos de 1350. Teria vivido uma história difícil, errante, vendida como escrava; após muitas peripécias e dificuldades, teria se fixado em Aljubarrota (vila portuguesa) onde se casaria e se tornaria dona de uma padaria.

É aqui que a heroína nasceria: na Batalha de Aljubarrota, em 1385. O el-rei português, D.Fernando, tinha morrido sem herdeiros homens (o que valia para a dinastia), mas deixava uma filha, infanta Beatriz, casada com D.Juan I de Castela (Espanha), que reclamava o trono protuguês para si. O povo não os aceitou e proclamaram D. João, Mestre de Avis (filho ilegítmo de D.Pedro I), dando início à dinastia de Avis.

Castela não aceitou essa situação e invade Portugal, com o “propósito” de defender os direitos da herdeira e sua esposa. Voltando a nossa heroína, a guerra entre catelhanos e portugueses pelo território (português), ocorreu na Vila de Aljubarrota, a então chamada Batalha de Aljubarrota, onde morava Brites de Almeida, os catelhanos foram expulsos pelos portugueses (apoiados pelos ingleses). Na fuga, sete castelhanos se perderam e se esconderam dentro do forno da padeira, a qual os matou com a sua pá. Surgindo assim, a lenda e a heroína portuguesa.

Para ver na íntegra: clique aqui e aqui e aqui

Abraços,
Sara
Anúncios

, , , , , , ,

  1. Feliz Dia do(A) Padeiro(A): Parabéns pra Todos(as) Nós!!!! | Panificação & Confeitaria (P&C-IFRS)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s